Inicio  >>  Dicas  >>  Densidade Mineral Óssea
DENSIDADE MINERAL ÓSSEA

Jovens holandeses, com cerca de 13 anos foram avaliados, tendo como parâmetros de avaliação a actividade física diária, aptidão física e densidade mineral óssea. Ao longo dos 15 anos de estudo pôde-se concluir que a actividade física diária durante a adolescência e em jovens adultos relaciona-se significativamente com a densidade mineral óssea na coluna lombar e colo femoral aos 28 anos, em ambos os sexos. Também se verificou que a aptidão neuro-motor e a falta de aptidão cardio-respiratória durante a adolescência e vida adulta está relacionada com a densidade mineral óssea em indivíduos de 28 anos em ambos os sexos. Um estudo que vem reforçar os constantes alertas sobre a importância da prática desportiva ao longo da vida na prevenção de doenças associadas à perda da densidade mineral óssea.

H. C. G. Kemper, J. W. R. Twisk, W. van Mechelen, G. B. Post, J. C. Roos and P. Lips - A fifteen-year longitudinal study in young adults on the relation of physical activity and fitness with the development of the bone mass: the Amsterdam Growth and Health Longitudinal Study ? Bone Volume 27, Issue 6, December 2000, Pages 847-853

 
Ligação Instituto do Desporto de Portugal Ligação Federação Portuguesa de Atletismo Ligação Universidade do Porto, Faculdade de Desporto